Gosta deste blog? Então siga-me...

Indique o seu email para receber actualizações

Também estamos no Facebook e Twitter

sexta-feira, 4 de julho de 2014

Novidade Marcador

O Espião que devia ter morrido
de Kasper - Carletti
Mais de 300 dias preso, quase morto e em condições desumanas no Camboja, por revelar o maior escândalo internacional de emissão de dólares falsos para financiamento de operações das maiores agências de segurança internacionais, assim começa a história do Agente Kasper. 
Hoje com 55 anos, decidiu contar a sua história e revelar ao mundo como são produzidas quantidades assustadoras de dólares falsos que são libertados para os mercados internacionais, que irão servir para operações desencadeadas por agências internacionais de segurança como a própria C.I.A.
Sempre envolvida num secretismo desmedido, a missão encomendada a Kasper era descobrir o que se escondia num sótão na embaixada da Coreia no Cambodja. O Agente Kasper jamais podia imaginar o que ia encontrar: milhões e milhões de dólares em notas de cem, todas impressas fora de território americano. As supernotes. Poucas horas após esta macabra descoberta era preso e torturado. A milhares de quilómetros da sua pátria e sem qualquer apoio internacional, estava abandonado à sua sorte. Sobreviveu para contar a sua história.

Sem comentários:

Enviar um comentário