Gosta deste blog? Então siga-me...

Indique o seu email para receber actualizações

Também estamos no Facebook e Twitter

quinta-feira, 3 de agosto de 2017

"O Prodígio" de Emma Donoghue

Um livro onde a acção decorre devagar, como suponho que devam passar as horas de quem se propõe vigiar alguém, dia e noite. E quando esse alguém é uma menina de onze anos, que teima em nāo ingerir alimento algum, a vigia torna-se algo dolorosa. Se a personagem principal, a enfermeira Lib, desespera com a teimosia da jovem Anna (ingénua ou mentirosa?) ao mesmo tempo que vai tentando decifrar o mistério que a envolve, o leitor segue o mesmo caminho e torna-se ele próprio vigilante e investigador. Trata-se de um prodígio da fé ou um embuste para ludibriar o mundo exterior? 

É verdade que a certa altura desta leitura parece que nada se passa a nāo ser o lento decorrer do tempo e o definhar intenso e rápido da menina, mas as últimas páginas devolvem à leitura o ritmo apressado, que tanto gosto, e o leitor fica com um interesse renovado. Gostei do final que, mesmo sendo um pouco inverosímel, tem o condāo de satisfazer e apaziguar o leitor. A espera vale a pena e nas últimas páginas sabe-nos bem poder, finalmente, descansar e sacudir a ansiedade que nos vai consumindo aos poucos ao vermos que ninguém age de forma a que Anne ingira algum alimento e sobretudo pela passividade dos pais e entidades religiosas dessa aldeia perdida em solo Irlandês.

Mistério e intriga misturados com algum fundamentalismo religioso que se torna dificil de explicar e de aceitar. Um retrato bem conseguido duma Irlanda do séc. XIX (por volta de 1845), onde a fome e a pobreza imperam e baseado em factos reais, as chamadas Virgens Jejuadoras, crianças que faziam jejum para imitar Jesus Cristo e colocarem-se mais perto Dele.

Embora tivesse considerado este livro um pouco lento no avançar da acçāo, gostei da temática tratada e da forma como nos colocamos ao mesmo nível de Lib ao tentarmos solucionar o mistério.

Espero ler em breve (e porque nāo ver o filme também?) o livro desta autora publicado anteriormente, O Quarto de Jack. 

Terminado em 28 de Julho de 2017

Estrelas: 4*+

Sinopse
A jovem Anna recusa-se a comer e, apesar disso, sobrevive mês após mês, aparentemente sem graves consequências físicas. Um milagre, dizem.

Mas quando Lib, uma jovem e cética enfermeira, é contratada para vigiar a menina noite e dia, os acontecimentos seguem um diferente rumo: Anna começa a definhar perante a passividade de todos e a impotência de Lib. E assim se adensa o mistério à volta daquela pobre família de agricultores que parece envolta num cenário de mentiras, promessas e segredos.

Prisioneira da linguagem da fé, será Anna, afinal, vítima daqueles que mais ama?

Um drama intenso sobre os perversos caminhos do fundamentalismo, mas também sobre como o amor pode vencer o mal nas suas mais diversas formas.

Cris

Sem comentários:

Enviar um comentário