Gosta deste blog? Então siga-me...

Indique o seu email para receber actualizações

Também estamos no Facebook e Twitter

sexta-feira, 7 de outubro de 2011

A última testemunha de Auschwitz de Denis Avey


Edição/reimpressão: 2011
Páginas: 320
Editor: Clube do Autor
ISBN: 9789898452641

I-na-cre-di-tá-vel! Acho que nunca dei seis estrelas, mas este livro merece-o. Tenho tanto para dizer que as palavras surgem-me em catadupa, atropelando-se umas às outras... 

Recebo regularmente via email indicações de livros que estão a ser lançados em Any new books e, quando vi a capa deste livro (diferente desta, claro) soube que era um livro a ler mal ele saísse cá! Não me enganei e superou todas as minhas expectativas. 


É uma história verídica, que se lê como um romance, escrita na primeira pessoa. No entanto, preparem-se! Os horrores descritos são tais que muitas vezes dei por mim lá longe onde a descrição estava a acontecer. É uma história de vida onde a sorte esteve presente, sendo determinante para a sua sobrevivência, mas também a coragem, a força de carácter e a determinação. 


Assistimos ao "antes", "durante" e "depois" da II Guerra Mundial, ou seja, as vivências passadas pelo autor, soldado inglês, antes de ser capturado e preso como prisioneiro de guerra, tudo o que ele testemunhou e viveu num campo de concentração perto de Auschwitz e, depois, todos os traumas vividos de forma isolada finda a guerra. Mais não conto. Não poderia porque estaria a desvendar algo que merece ser lido e conhecido por todos nós, mas também, não o conseguiria porque não arranjo palavras para exprimir o que 300 páginas contêm...


PRECISAM DE LER ESTE LIVRO! Não é uma leitura fácil mas é necessária. Absolutamente.


Terminado em 5 Outubro

Estrelas: 6*

Sinopse


A Última Testemunha de Auschwitz é a história verdadeira e impressionante de um soldado britânico que entrou de livre vontade em Buna-Monowitz, o campo de concentração conhecido com Auschwitz III, para testemunhar na própria pele os horrores sofridos pelos judeus. 
Denis Avey era prisioneiro do campo de trabalho E715, próximo de Auschwitz III. Muito se ouvia falar da brutalidade aplicada aos prisioneiros judeus, mas Denis queria certificar-se de que os boatos eram de facto verdadeiros. Decidiu ir pessoalmente testemunhar tudo o que lhe fosse possível, colocando em risco a sua própria vida. Durante décadas, não conseguiu revisitar o passado, mas agora Denis Avey foi finalmente capaz de contar toda a história, oferecendo-nos uma visão única do íntimo de um homem cuja coragem é quase inacreditável.

Sem comentários:

Enviar um comentário