Gosta deste blog? Então siga-me...

Indique o seu email para receber actualizações

Também estamos no Facebook e Twitter

sexta-feira, 10 de agosto de 2012

Novidades Bertrand

A COLÓNIA DO DIABO
de James Rollins

Nos confins das Montanhas Rochosas, a terrível descoberta de centenas de corpos mumificados desperta a atenção internacional e provoca uma acesa controvérsia. Apesar das dúvidas quanto à origem desses corpos, a comissão local da Herança Nativa Americana reivindica os restos mortais pré-históricos, assim como os estranhos artefactos encontrados na mesma gruta: placas de ouro gravadas com uma escrita desconhecida. 
No decorrer de uma manifestação no local da escavação, uma antropóloga tem uma morte horrível e é reduzida a cinzas numa violenta explosão captada pelas câmaras de televisão. Todas as provas apontam para um grupo radical de nativos americanos, do qual faz parte uma jovem militante que consegue escapar com algumas dessas valiosas placas. Perseguida, ela pede ajuda à única pessoa que poderá ajudá-la: o seu tio, Painter Crowe, diretor da Força Sigma. Para ajudar a sobrinha e descobrir a verdade, Painter dá início a uma guerra entre as mais poderosas agências de espionagem do país. Surge contudo uma ameaça ainda maior quando uma assustadora reação em cadeia nas Montanhas Rochosas provoca uma catástrofe geológica que põe em perigo a metade ocidental dos EUA. 
Painter Crowe une forças com o comandante Gray Pierce para desvendar os segredos de uma sombria cabala que manipula a história americana desde a fundação das treze colónias. Mas conseguirá Painter descobrir a verdade – e causar a queda de governos – antes que tudo o que lhe é caro seja destruído?

África, Paixão da Minha Vida
de Corinne Hofmann

Em «Casei com Um Massai», Corinne Hofmann contou como foi deixar tudo para trás em troca de um amor em África. Depois de 4 anos de casamento com um Massai, e uma filha em comum, Corinne separou-se e voltou para a Suíça onde criou a sua filha Napirai. Agora neste «África, Paixão da Minha Vida» Corinne conta como foi o primeiro encontro entre pai e filha, passados mais de 20 anos, no regresso ao Quénia.
"Muitas vezes questionei-me como seria Barsaloi e o que entretanto teria mudado. Acima de tudo pensava no meu pai. Como será que ele é hoje fisicamente? E será que mudou como pessoa? O que temos em comum? Perguntas como estas passam-me pela cabeça. (…) Agora sinto que chegou a hora de me pôr a caminho para conhecer as minhas raízes. É o momento certo, tanto na cabeça, como no coração."
Napirai, filha de Corinne e Lketinga

Porto de Abrigo
de Elizabeth Berg

A escritora Helen, que enviuvou recentemente, perdeu a inspiração para escrever e começa a depender demasiado da filha de vinte e sete anos, Tessa, e a intrometer-se na vida dela, dando conselhos não solicitados e mal recebidos. Os problemas de Helen são agravados pela descoberta chocante de que o marido, tão afável e aparentemente fiel, levava, ao que tudo indica, uma vida dupla. O casal tinha poupado meticulosamente para uma reforma feliz, mas esse dinheiro desapareceu em vários levantamentos efetuados pelo marido de Helen antes de morrer. Para se sustentar e lograr alguma da sua tão necessária independência, Helen aceita um trabalho invulgar que acaba por lhe proporcionar muito mais do que esperava.
Depois, o telefonema de um desconhecido coloca-a no caminho de uma descoberta surpreendente, que faz com que mãe e filha reavaliem aquilo que pensavam saber uma da outra, de si próprias e daquilo que forma realmente um lar e uma família.


Sem comentários:

Enviar um comentário