Gosta deste blog? Então siga-me...

Indique o seu email para receber actualizações

Também estamos no Facebook e Twitter

sexta-feira, 18 de outubro de 2013

Novidades Planeta

A Bibliotecária de Auschwitz 
de António G. Iturbe 
O Bloco 31 tinha 500 crianças, e neste lugar onde os livros eram proibidos, a jovem Dita escondia todas as noites os frágeis oito volumes da biblioteca mais pequena, recôndita e clandestina que jamais existiu. 
No meio do horror, Dita dá-nos uma maravilhosa lição de coragem: não se rende e nunca perde a vontade de viver nem de ler porque, mesmo naquele terrível campo de extermínio nazi, «abrir um livro é como entrar para um comboio que nos leva de férias».

Pede-me o que Quiseres
de Megan Mawxell 
Após a morte do pai, o prestigiado empresário alemão Eric Zimmerman decide viajar até Espanha para supervisionar as filiais da empresa Müller. 
Nos escritórios centrais de Madrid conhece Judith, uma jovem inteligente e simpática, por quem se enamora de imediato. 
Judith sucumbe à atracção que o alemão exerce sobre ela e aceita tomar parte nos seus jogos sexuais, repletos de fantasias e erotismo. 
Com ele aprenderá que todos temos dentro um voyeur, e que as pessoas se dividem em submissos e dominantes… 
Mas o tempo passa, a relação intensifica-se e Eric começa a temer que o seu segredo seja descoberto, algo que poderia ditar o princípio do fim de uma relação.

Quando tu eras meu
de Rebecca Serle 

Todos pensam que Romeu e Julieta foram impotentes face ao seu destino, que ficaram à mercê do amor que nutriam um pelo outro. Não é verdade. Julieta não era nenhuma rapariga doce e dilacerada pelo destino. Ela sabia exactamente o que fazia. O problema é que Shakespeare não. Romeu não pertencia a Julieta; pertencia-me a mim. 
Devíamos ficar juntos para sempre e teria sido assim se alguém não mo roubasse. Talvez isso pudesse ser evitado. E então talvez ainda estivesse vivo.
Romeu e Julieta – agora narrada por Rosalina, a primeira namorada de Romeu.

Sem comentários:

Enviar um comentário