Gosta deste blog? Então siga-me...

Indique o seu email para receber actualizações

Também estamos no Facebook e Twitter

quarta-feira, 5 de janeiro de 2011

Queria mesmo ler


Edição/reimpressão: 2009
Páginas: 144
Editor: Editorial Presença
ISBN: 9789722342384
Colecção: Grandes Narrativas



Não consigo explicar porquê mas queria mesmo ler este livro! Toni Morrison foi Prémio Nobel da Literatura em 1993. Gostei da capa. Muito! Sabem aquela capa que vos atrai, aquela sinopse que vos apaixona? Pois, foi esta. Li 40 páginas, não percebi nada, voltei atrás, reli tudo de novo, continuei a perceber pouquíssimo e pronto! Desisti! Achei a escrita difícil de entender, com referências a situações que o leitor desconhece e, por isso mesmo, o leva a ficar perdido e a não conseguir perceber a sequência da história e, até, de algumas frases.


Começo bem este ano, ah? Deixo-vos aqui a sinopse e um pedido: quem já o leu que me dê algumas luzes!


Desisti em 3 de Janeiro de 2011

Estrelas: 1*


Sinopse


Da autoria da primeira mulher negra a ser distinguida com o Prémio Nobel da Literatura (1993), A Dádiva é um romance extraordinário que se passa na América do Norte de finais do século XVII. Profundas divisões sociais e religiosas, opressões e preconceitos exacerbados propiciam o cenário ideal para a implantação da escravatura e do ódio racial. Jacob Vaark é um comerciante anglo-holandês que apesar de se manter à parte do negócio dos escravos, que então dá os primeiros passos, acaba por aceitar uma menina negra, Florens, como pagamento de uma dívida de um fazendeiro de Maryland. Nesta parábola do nascimento traumático dos Estados Unidos, Morrison revela-nos o que se esconde sob a superfície de qualquer tipo de sujeição, incluindo a da paixão, e o quanto essa falta de liberdade é nociva para a alma.

Sem comentários:

Enviar um comentário