Gosta deste blog? Então siga-me...

Indique o seu email para receber actualizações

Também estamos no Facebook e Twitter

terça-feira, 31 de agosto de 2010

Soltas...

"A dor da perda, o sentimento de culpa e o desespero de nunca mais vir a saber o que acontecera a Sam devastaram a vida de Jacqueline e o tempo provara que jamais iria recuperar. Era como se tivesse surgido um buraco negro no mundo de ambos no dia em que Sam foi levado e tudo o que tinham sido até então e tudo o que pudessem vir a ser no futuro tivesse sido simplesmente sugado."

"Em toda a sua vida, jamais esqueceria os dias e as semanas que se seguiram àquele terrível dia; a busca , a esperança, a descrença, o medo indescritível enquanto aguardavam notícias, enquanto viviam num pavor de morte de que descobrissem um pequeno corpo ou até um pedaço ínfimo de roupa que reconhecessem."

"Porém, tinha-se entregado às sua profundezas, tinha ficado tão submersa na perda e em harmonia com a culpa que parara à muito de procurar uma saída. Ao invés, tentara arrastar com ela todas as pessoas à sua volta."


Sem comentários:

Enviar um comentário