Gosta deste blog? Então siga-me...

Indique o seu email para receber actualizações

Também estamos no Facebook e Twitter

segunda-feira, 11 de fevereiro de 2013

As primeiras luzes da manhã de Fábio Volo


Edição/reimpressão: 2013
Páginas: 205
Editor: Editorial Presença
ISBN: 9789722349901
Coleção: Grandes Narrativas


Gosto da escrita de Fábio Volo! Li os seus dois livros anteriores e gostei muito porque são diferentes entre si, porque nos surpreendem sempre. Este também me encheu as medidas!

Com este apreciei sobretudo o facto que o autor se colocar dentro de uma personagem feminina e fazê-lo exemplarmente. Muitas das histórias que conhecemos e que nos circundam passam pelo narrado aqui. Um casamento onde o amor há muito tempo terminou, um desejo de mudança mas ao mesmo tempo o medo de um recomeço sozinha, o mergulhar numa relação nova de coração mas sem cabeça... e não conto mais porque o melhor está para vir!


O que queria referir são os diálogos íntimos feitos pela personagem principal, Elena, no seu diário porque me parecem traduzir com perícia os pensamentos de uma mulher por alguém que, sendo homem, conseguiu fazê-lo na perfeição!


Livro que se lê num ápice porque pequeno mas, principalmente, porque sentimos empatia com essa mulher que vai aprender a crescer e a gostar de si própria! 


Não esperava que esta leitura tivesse momentos sensuais tão fortes porque os outros livros do autor não são do mesmo género, nem o título o fazia prever mas é esta diversidade na escrita que aprecio em Fábio Volo. Profundo mas picante, assim defino esta obra!


Terminado em 13 de Fevereiro de 2013

Estrelas: 4*+

Sinopse

Elena vive uma vida sem paixão. Mas agora, ao aproximar-se dos quarenta, a rotina fastidiosa que tomou conta dos seus dias e do seu casamento é cada vez mais difícil de ignorar. Deseja ardentemente uma mudança, mas o medo de arriscar é proporcional a esse desejo, e Elena continua à espera que seja a vida a tomar a iniciativa... Até ao momento em que ganha coragem e aceita o convite do colega de trabalho que há algum tempo se insinua junto dela. Este envolvimento intenso e inesperado inicia-a num erotismo pleno e sem tabus que a liberta e finalmente lhe abre caminho para a tão desejada intimidade com o seu próprio mundo afectivo. 

Ver aqui, na Presença, mais detalhes!

Sem comentários:

Enviar um comentário