Gosta deste blog? Então siga-me...

Indique o seu email para receber actualizações

Também estamos no Facebook e Twitter

terça-feira, 19 de fevereiro de 2013

A convidada escolhe... Uma casa de família

Esta vai ser uma leitura que farei muito em breve. Tem tudo para me encantar. (Cris)

Tenho por hábito, nas minhas leituras, intercalar vários estilos diferentes e/ou autores.

Desta vez numa das muitas idas à livraria deparei com este livro que me prendeu pelo título e
pela capa e, não fiquei arrependida pelo impulso de o comprar e ler de seguida!

Passa-se na terrível época das invasões nazis pela Europa e a protagonista é um dos alvos “preferidos”: judia, vivendo com a sua família em Viena. A continuação é quase adivinhável:
como se proteger os membros da família e a preparação para o pior….

A capa do livro diz-nos que é um romance, mas a época em que se desenvolve, leva-o mais além desse estilo. Sentimentos contraditórios acompanharam-me nesta leitura. Se por um lado assistimos a um romance improvável, por outro vivenciamos como a Guerra alterou as vidas dos habitantes das terras sujeitas às provações … Mas também me deleitei com as
descrições dos campos, das estações do ano através das espécies florais próprias de cada uma, da vida de trabalho no campo e, a melhor parte, a descrição do mar naquela zona agreste.

Gosto de aprender algo com cada livro que leio, e este não me desiludiu! Revela a capacidade de adaptação a situações tão díspares, tanto familiares como sociais, que o ser humano (de algum modo todos os protagonistas) consegue…

Gostei do final do livro e com ele tive algumas surpresas. Recomendo esta leitura que, embora se passe num período conturbado, não se torna pesado. Os primeiros capítulos demoraram-me um pouquinho a ler (pouco entusiasmo?) mas depois foi sempre em crescendo até ansiar
pelo desvendar do final.

Ana Bento

Sem comentários:

Enviar um comentário