Gosta deste blog? Então siga-me...

Indique o seu email para receber actualizações

Também estamos no Facebook e Twitter

quarta-feira, 6 de abril de 2011

O acto de escrever


Edição/reimpressão: 2011
Páginas: 184
Editor: Editorial Planeta
ISBN: 9789896571481

Pela sinopse e pela capa imaginei erradamente o conteúdo deste livro. Não se trata de um romance propriamente dito, mas sim do processo de construção do mesmo por parte do autor. Ele passa rapidamente de um assunto para outro, como nós com o pensamento! Não era o que esperava desta leitura, mas não me desagradou. 

Fiquei, no princípio, à espera que começasse a história em si e só depois me apercebi que ela era intervalada com os próprios pensamentos do autor; de histórias  sobre vários escritores, pintores e cineastas; de lendas e peripécias do País Basco e de Ondarroa, localidade piscatória... narrando, em simultâneo, partes da sua vida, da do seu pai e de seu avô. 

Não é, pois, um romance como eu esperava que fosse, mas sim como se escreveu uma história, o seu início e a procura de dados para a realizar. Kirmen Uribe explica-o muito bem a meio do livro: "Pensei que eu deveria mostrar o que há por detrás de um romance, revelar todos os passos que se dão na hora de o escrever. As dúvidas, as incertezas. Mas o próprio romance não apareceria no romance. O leitor apenas poderia intui-lo..."

Diferente, original, mas não o considero excepcional. Talvez porque não me tivesse prendido grandemente a atenção. Teve, no entanto, a mais-valia de me fazer pesquisar mais sobre o País Basco e de conhecer melhor a sua geografia e a sua História!

Terminado em 2 de Abril de 2011

Estrelas:3*

Sinopse

O último desejo de Liborio Uribe ao tomar conhecimento que a hora da morte está traçada é ver pela úiltima vez um mural, e pede à nora que o leve a contemplá-lo. Homem do mar, passou toda a vida no Dois Amigos, onde muitas histórias se passaram. O neto Kirmen sempre desejou recordar essas histórias, de que tinha memórias esfiapadas, e decidiu reconstituir a vida a bordo do barco.

Um pouco de Geografia e de História


O País Basco é uma região histórico-cultural localizada no extremo norte da Espanha e no extremo sudoeste da França, cortada pela cadeia montanhosa dos Pirenéus e banhada pelo Golfo de Biscaia.
A região basca tem uma cultura própria, sobretudo pela língua, o euskara e sustenta um movimento nacionalista desde fins do século XIX. A campanha dos grupos radicais pela independência cresce com a fundação, em 1959, do grupo separatista ETA (considerado como organização terrorista por vários governos mundiais), em plena ditadura de Francisco Franco (1939–1975). Com a Constituição espanhola de 1978, o País Basco conquista alto grau de autonomia, e a maior parte do movimento depõe armas, criando partidos legais. Os remanescentes da ETA, porém, decidem continuar a sua luta, utilizando a violência como meio de coação e intimidação.

Ondarroa é um município da Espanha na província de Biscaia, comunidade autónoma do País Basco, de área 3,6 km² com população de 9277 habitantes (2004) e densidade populacional de 2693,30 hab/km².

Sem comentários:

Enviar um comentário