Gosta deste blog? Então siga-me...

Indique o seu email para receber actualizações

Também estamos no Facebook e Twitter

sexta-feira, 22 de julho de 2011

Prisão forçada.


Edição/reimpressão: 2011
Páginas: 448
Editor: Edições Asa
ISBN: 9789892313160

Cinco estrelas este livro! Com personagens fictícias mas baseado em factos reais, este livro é um hino à criatividade, à imaginação, denotando, ao mesmo tempo, uma pesquisa profunda da época.

Viajamos para o norte de Itália, mais propriamente para Ferrara, numa época em que as mulheres pouco tinham a dizer do seu destino... 1570. Ou eram casadas com quem não queriam ou, caso não houvesse dinheiro para pagar o dote, eram abandonadas num convento onde ( espantem-se!) o dote era substancialmente mais pequeno.

E é neste contexto renascentista, onde se vivia pelo resto de Itália reformas ainda mais opressivas para estas mulheres, que vivenciamos as dores e as vidas de algumas mulheres afastadas do mundo por imposição das suas famílias, mais propriamente da noviça Serafina, no convento de Santa Caterina. 

O nossos sentidos ficam despertos com o que se passa nesse convento e nessa época: horrorizamo-nos com o jejum e auto-mortificação, levado ao estremo, por algumas freiras; condoemo-nos com as mudanças nas vidas das noviças; encantamo-nos com a medicina praticada por uma das freiras, baseada em plantas e ervas misturadas com aguardente, vinho ou vinagre; enamoramo-nos do próprio romance que paira no ar entre Serafina e o seu jovem amado... Tudo nos transporta para "dentro" deste belíssimo livro!

Aconselho vivamente a lerem, antes de começar, a "Nota da autora", no final do livro se quiserem apreciar as meandros da sua escrita e, assim, conseguirem perceber, no decorrer da leitura, quais os aspectos reais e quais os imaginados.

Este é daqueles livros que queremos cativo na nossa estante. Muito bom!


Terminado em20 de Julho de 2011

Estrelas: 5*+

Sinopse


Em plena Renascença, o convento de Santa Caterina está repleto de mulheres da nobreza cujos comportamentos foram reprovados pelas suasfamílias. Muitas estão já resignadas com esse destino. Mas a recém-chegada Serafina não se conforma. Vive obcecada coma fuga e o homem que ama. A sua revolta quebra a harmonia do convento dirigido por Madonna Chiara, uma abadessa tão à vontade na política como na oração. Ela entrega Serafina aos cuidados da Suora Zuana, a jovem freira que dirigeo dispensário e trata todas as maleitas, da pestilência à melancolia e à auto mutilação. Perante a improvável amizade que vai unir estas duas mulheres, há quem se mantenha vigilante, como é o caso da severa Suora Umiliana e da misteriosa Magdalena, com um passado de êxtases evisões... Mas o espírito rebelde de Serafina vai abalar irreversivelmente a vida do convento e as mais profundas convicções das suas ocupantes. 
Com um fascinante elenco de personagens femininas, Corações Sagrados é um romance sobre poder, criatividade, paixão -secular e espiritual - e o indomável espírito das mulheres numa época em que as forças religiosas, políticas e sociais se uniam contra elas.

2 comentários:

  1. Ola Cris. Tudo bem com vc? Este livro deve ser realmente fascinante. Li o que escreveu e fiquei curiosa. Ja esta na minha lista de compras. :D .

    Beijos

    ResponderEliminar
  2. Eu comprei-o na Feira do Livro só que ainda não tive tempo de o ler.

    ResponderEliminar