Gosta deste blog? Então siga-me...

Indique o seu email para receber actualizações

Também estamos no Facebook e Twitter

sexta-feira, 8 de julho de 2011

O amor a África!


Edição/reimpressão: 2011
Páginas: 280
Editor: Editorial Presença
ISBN: 9789722345644
Coleção: Vidas D'escritas

Fiquei indecisa em relação às estrelas a dar a este livro! Mas, pelo que representa em relação à natureza, pela vida extraordinária, quase inacreditável, vivida por Joan Root, quatro seria uma classificação injusta para um livro que retrata fielmente uma vida de amor.
Amor por África, pelos animais, pela terra e por um homem.

Não se trata de um romance, desiluda-se quem pretende tal coisa desta leitura! Através de diários e de entrevistas que leu e fez, o autor tenta relatar, o mais fielmente, a vida desta mulher-coragem que amou os outros em primeiro lugar, em detrimento de si própria. 


Só depois de morta conseguiram travar a sua coragem, a sua força, o seu desejo de lutar e defender a vida animal. Venceu uma doença terrível (miastenia), tal era a sua vontade de viver e realizar os seus sonhos! A sua vida, que nada teve de monótona, foi pautada pela entrega e ajuda aos animais, tendo-se mantido fiel aos seus princípios mesmo quando as adversidades lhe batiam à porta. Estou a falar tanto nas doenças como na morte, na separação, no divórcio, nos assaltos e roubos,  nas traições, nos caçadores e pescadores furtivos...


Foi uma vida marcada pela paciência, pela calma, pelo trabalho de retaguarda na ajuda ao seu marido (que amava apaixonadamente), quando observavam os animais e os filmavam, desabrochando aquando do seu divórcio.


Este livro parece, à primeira vista, ser de leitura rápida, mas, a letra pequena, o conteúdo intenso fazem-nos demorar para melhor apreciarmos todos os pormenores.
Mesmo sabendo que muito se perderia, acho que em termos visuais seria um filme a não deixar escapar. Nota 5, sobretudo pela vida de Joan Root!



Terminado em 7 de Julho de 2011

Estrelas: 5*

Sinopse

Dei o Meu Coração a África é uma narrativa biográfica de extraordinária beleza sobre Joan Root. Ambientalista e produtora de documentários sobre a vida selvagem, dedicou-se à defesa da diversidade natural do seu país, o Quénia, com uma coragem rara, a que só o seu brutal assassínio pôs fim em 2006. Mas o fascínio desta obra extravasa os limites biográficos, ela é também a história do próprio Quénia, um país em risco de perder, às mãos dos interesses económicos, a sua beleza natural ímpar.

2 comentários:

  1. Estou bastante curioso, apesar de não ser um "romance". Quero saber quem foi esta fabulosa Mulher, o que ela fez pela África, pelos animais e por tudo. :)
    Bom fim-de-semana!
    Bjs

    ResponderEliminar