Gosta deste blog? Então siga-me...

Indique o seu email para receber actualizações

Também estamos no Facebook e Twitter

terça-feira, 17 de maio de 2011

Só vivemos duas vezes de Ana Martins Silva


Edição/reimpressão: 2011
Páginas: 184
Editor: Editora Guerra & Paz
ISBN: 9789897020155

Quando vi este livro na livraria e li a sinopse pensei logo que gostaria de o ler e foi através do BC que o consegui ter comigo... Lê-se numa tarde e sentimos, realmente, que a história da autora poderia ter sido a nossa ou de alguém que conhecemos. São acasos da vida que surgem sem ninguém esperar e sem uma razão  que o justifique. 

Ana enfrenta muito cedo um cancro - Linfoma de Hodgkin - que a afasta da sua vida de adolescente e passa a ser "visita" constante do IPO de Lisboa. Os seus medos e as suas esperanças estão aqui referenciados e sentimos com ela as suas dores e as suas pequenas-grandes alegrias, a sua força e o seu desespero, as suas ansiedades! Enfrentar a morte de perto e sobreviver significa viver de novo...
Um caso de sucesso que vem dar coragem a quem vive de perto situações semelhantes. A ler!

2% das vendas reverte a favor da Acreditar

Terminado em 14 de Maio de 2011

Estrelas: 4*

Sinopse

A história de Ana pode ser a nossa ou a de alguém de quem gostamos muito. O relato impressionante e corajoso de uma menina de 14 anos que enfrenta um linfoma. Conseguirá Ana vencer a doença? Poderá a menina tornar-se mulher e concretizar o seu maior sonho - ser mãe? Um livro comovente e inspirador, até à última página.

O Linfoma de Hodgkin


O Linfoma de Hodgkin, anteriormente denominado Doença de Hodgkin, corresponde a um dos vários tipos de câncer do sistema linfático.
Recebe este nome em homenagem ao médico inglês Dr. Thomas Hodgkin, que descreveu a doença em 1832.
Pode ocorrer em qualquer faixa etária - no entanto, é mais comum na idade adulta jovem, dos 15 aos 40 anos, atingindo maior freqüência entre 25 a 30 anos. A incidência de novos casos permaneceu estável nas últimas cinco décadas, enquanto a mortalidade foi reduzida em mais de 60% desde o início dos anos 70 devido aos grandes avanços no tratamento. A maioria dos pacientes com o Linfoma de Hodgkin pode ser curada com tratamento atual.
(retirado da Wikipedia)

3 comentários:

  1. Espero um 2º, Ana... Avise-me qd sair, lol!
    Boas leituras e boa escrita!
    Bjs
    Cris

    ResponderEliminar