Gosta deste blog? Então siga-me...

Indique o seu email para receber actualizações

Também estamos no Facebook e Twitter

domingo, 16 de janeiro de 2011

Vazio por dentro


Edição/reimpressão: 2010
Páginas: 304
Editor: Editorial Presença
ISBN: 9789722344661
Colecção: Vidas D'escritas

Estava curiosa acerca deste livro. O primeiro, que já comentei aqui, provocou-me uma torrente de emoções e sentimentos contraditórios, de tal forma positivos (afinidade forte) e negativos (repulsa) que me prendeu de sobremaneira. Pedi logo emprestado a uma amiga (obrigado Xana!) e mal chegou, comecei a lê-lo.


Mas foi por um pouco que não desisti! Já tinha lido 1/3 do livro e pareceu-me moralmente muito fraco, com cenas de sexo e drogas muito explícitas, desagradáveis à minha sensibilidade (não, não sou uma flor de estufa!). Há tanto para ler e eu aqui a perder tempo?

Continuei porque, surpresa, perguntava-me como tinha sido possível o mesmo escritor conseguir dois livros tão opostos! E realmente o livro deu uma reviravolta. Foi como se o personagem crescesse aos poucos, durante uma viagem que fez com a filha pequena, e aprendesse a ver aquilo que, no fundo, já possuía ao seu redor. Só a morte da esposa o fez crescer e aprendeu, finalmente a amar.

Acredito que algumas pessoas demorem a fazê-lo e outras talvez não o façam nunca, mas apeteceu-me gritar para esta personagem aquilo que muitos vezes dizemos em voz baixa para as pessoas reais que estão ao nosso lado: "Vê se cresces, sim?". 

Creio que se poderá ler este livro sem ter lido o primeiro mas a compreensão não seria a mesma e eu, seguramente, teria desistido se não tivesse lido "Love Life de coração aberto", livro que considero muito superior: o facto de Dan e a esposa se confrontarem com uma doença fez-me mergulhar de novo no interior de um livro, como eu gosto.

Mesmo depois da reviravolta que surgiu e que me fez continuar, sei que este é um livro que não leria duas vezes, muito embora o tivesse acabado. Espero mais de um livro, muito mais: que me preencha, que me ensine alguma coisa. Lidar com a dor e a morte deve ser algo terrível... e foi preciso isso para que Dan passasse da adolescência para o estado adulto. Se fosse uma adolescente, teria certamente aprendido algo. Não foi o caso, acredito que há um tempo certo para se fazer as coisas e trinta e cinco anos já é um pouquinho tarde... Se bem que mais vale tarde do que nunca, não é?

Terminado em 14 de Janeiro de 2011


Estrelas: 3*


Sinopse

Depois da morte da mulher, Carmen, descrita em Love Life - De Coração Aberto, Dan tenta recomeçar a vida com a filha Luna, de 3 anos. Porém, a dor da perda da mulher e o seu hedonismo crónico acabam por lançar Dan numa espiral de auto-destruição. A conselho dos amigos, parte com Luna para uma longa viagem de autocaravana pela Austrália que se revelará fundamental para a aproximação entre pai e filha. Despretensioso e divertido, este romance autobiográfico, que é a sequela de Love Life - de Coração Aberto, publicado nesta mesma colecção, retrata a vida de um pai viúvo que procura a todo o custo recuperar o controlo da sua vida.

Sem comentários:

Enviar um comentário