Gosta deste blog? Então siga-me...

Indique o seu email para receber actualizações

Também estamos no Facebook e Twitter

segunda-feira, 30 de agosto de 2010

O Diário azul de James A. Levine




Edição/reimpressão: 2010
Páginas: 176
Editor: Porto Editora
ISBN: 978-972-0-04074-9


Bombaim. Índia. Prostituição infantil. Diário de uma menina tornada prostituta desde os nove anos de idade.

Um livro chocante, que parece mentira face aos acontecimentos que Batuk relata e vive. Duro, de uma crueza que nos deixa com o estômago revolvido...

Batuk "foge" do seu mundo usando um lápis e papéis, imaginando, inventando histórias, mas também, narrando o que lhe vai sucedendo no seu dia a dia. São esses papéis - o seu diário - que, depois de descoberto, tornam o seu sofrimento ainda mais impossível de imaginar!

É isso mesmo: inimaginável o seu sofrimento! Vale a pena ler!

Terminado em 26 de Agosto de 2010

Estrelas: 5*

Sinopse



Há livros assim: que colocam o nosso interior num alvoroço, que permanecem connosco muito além do fim da história - autênticos milagres da imaginação. Este é, sem dúvida, um desses livros!
O Diário Azul conta a história de Batuk, uma menina indiana vendida como escrava sexual, pelo próprio pai. No caderno que sempre a acompanha, esta menina-prostituta de Mumbai inventa histórias encantadoras para fugir à terrível realidade dos dias.
Um relato profundamente comovedor que se transforma num belo e esperançoso hino ao poder das palavras e da imaginação.

1 comentário:

  1. Li e é espetacular.
    Por vezes temos que trocar a espetacularidade da ficção para nos debruçarmos sobre os problemas do mundo real!

    ResponderEliminar