Gosta deste blog? Então siga-me...

Indique o seu email para receber actualizações

Também estamos no Facebook e Twitter

domingo, 26 de junho de 2011

Perturbador!


Edição/reimpressão: 2011
Páginas: 368
Editor: Europa-América
ISBN: 9789721061699
Coleção: Crime Perfeito

Existem livros que são feitos para se ler devagar, saboreando lentamente, mas há livros que só podemos devorá-los... não há nada a fazer: a acção é de tal maneira envolvente que só quando chegamos ao fim conseguimos respirar com calma. É este o caso!

Evolvente e perturbador, é como o classifico! Tanto achamos que o culpado é aquele que mais óbvio parece, como por essa mesma razão já não nos parece ser ele... E desistam porque não vão acertar!!!

Para além disso, como pano de fundo está a questão dos maus tratos e violações, infligidos pelos parentes mais próximos, questão sempre presente nos nossos dias e que nos faz reflectir.

Gostei muito desta leitura que se faz num ápice e sem momentos mortos. As personagens têm vida própria e sentimos empatia ou repulsão por algumas delas, o que complica o nosso critério e imparcialidade quando nos pomos a tentar adivinhar o final. 

Terminado em 25 de Junho de 2011

Estrelas: 4*+

Sinopse

De uma mestra do suspense chega-nos esta história de arrepiar, que explora os perigos que estão sempre à espreita, bem mais perto do que imagina. Pois até numa família perfeita, nunca sabemos o que se passa dentro um lar, quando as portas se fecham... 
Eis o que aconteceu... 
Era um caso que iria sem dúvida gerar um frenesim mediático - uma jovem mãe, loura e bonita, desaparece sem deixar rasto da sua casa no sul de Boston, deixando para trás a sua filha de quatro anos como única testemunha, e um marido tão atraente quanto reservado como principal suspeito. 
Nas últimas seis horas... 
Mas a partir do momento em que o Sargento-Detective D. D. Warren chega ao pequeno chalé dos Jones, ela tem a sensação de que algo está errado com a imagem de aparentemente normalidade que o casal tanto se esforçou para manter. À primeira vista, Jason e Sandra Jones eram como qualquer outro casal trabalhador e com urna filha de quatro anos para criar. Mas abaixo da superfície calma, espreitavam as trevas... do mundo como o conheci. . . 
Com o relógio a avançar e a vida de uma jovem desaparecida em risco e a tempestade mediática a aumentar, Jason Jones parece mais interessado em destruir provas e isolar a filha do que em procurar a sua "amada›› esposa. Estará o marido perfeito a tentar esconder a culpa - ou apenas a tentar esconder? E será a única testemunha do crime a próxima vítima do assassino?

Sem comentários:

Enviar um comentário