Gosta deste blog? Então siga-me...

Indique o seu email para receber actualizações

Também estamos no Facebook e Twitter

sábado, 3 de julho de 2010

Rosinha


Este não foi o primeiro livro que li de Rosa Lobato de Faria. Os seus livros têm o condão de me surpreender e de desejar ter sido eu a autora...é um pouquinho de inveja, confesso! Era uma pessoa que desejava ter conhecido pessoalmente, possuidora de uma imaginação sem limites e senhora de uma escrita inconfundível. Muito, muito bom!

Terminado em Novembro de 2009

Estrelas: 5*

Sinopse

Entre a História e a actualidade, os mistérios do amor e da morte.
"A Flor do Sal" fala-nos da construção de um livro sobre um marinheiro do século XV e sobre o episódio de que ele foi protagonista.
Esse pescador de Cascais, Afonso Sanches (que efectivamente existiu), mais tarde baleeiro e por fim piloto de uma expedição que buscava a Índia a Ocidente, chegou casualmente às costas da América em 1481 (onze anos antes de Colombo) e disso deu notícia ao rei D. João II. Porém, o rei pediu-lhe silêncio sobre o seu achamento, por estar em vias de elaboração o Tratado de Tordesilhas.
Mais de quinhentos anos depois, uma escritora aproveita este facto histórico para elaborar a sua própria ficção – e a sua história cruza-se com a de Afonso Sanches, num romance sobre os mistérios da criatividade, do amor e da morte.
"A Flor do Sal" vem confirmar a maturidade literária de Rosa Lobato de Faria e impô-la como um nome incontornável da nossa mais moderna ficção.

1 comentário:

  1. Também gosto muito de Rosa Lobato Faria e, embora goste mais dos primeiros livros dela, este a Flor do Sal é muito bom, surpreendente.
    Gostei do blogue e confesso a minha inveja por não ser tão eficazmente sucinta nas minhas opiniões. :) Vou seguir.

    ResponderEliminar