Gosta deste blog? Então siga-me...

Indique o seu email para receber actualizações

Também estamos no Facebook e Twitter

segunda-feira, 26 de julho de 2010

No interior do passado


Edição/reimpressão: 2009
Páginas: 384
Editor: Bertrand Editora
ISBN: 9789722519564
Colecção: Grandes Romances



Pois! Nas primeiras vinte/trinta folhas pensei: "Não acredito que não vou acabar outro livro de novo!!!" Achei-o algo superficial e algumas partes quase promíscuo até.


Insisti um pouco... De um momento para o outro estava em Itália, envolvida numa história com muito mistério! É o encontro de Alba com o passado que envolveu seus pais e sua família.

Nas últimas cem páginas não consegui largar este romance, queria saber mais, impossível fechar o livro! O final é como a vida, um pouco desconcertante, nada previsivel e, por isso mesmo, real.
Gostei muito!

Terminado em 26 de Julho de 2010

Estrelas: 4

Sinopse


Após o final da Segunda Guerra Mundial, um aristocrata excêntrico é assassinado no seu palazzo italiano. Vinte anos mais tarde, este crime por resolver toca a vida de Alba, uma rapariga que vive num barco em Chelsea, na década de 1960. Entre estas duas épocas estende-se uma narrativa de amor, decadência e traição que conduz Alba até à costa de Amalfi, ao drama da guerra e à decadência da tragédia. O passado ressurge, revelando uma teia secreta de resistentes e nazis, de camponeses e condes e, no centro de tudo, uma fascinante e misteriosa mulher - a sua mãe.

Alba não irá investigar apenas um homicídio: investiga igualmente uma verdade proibida, e o que descobre no passado é doloroso, mas é a porta para o seu próprio futuro.

3 comentários:

  1. Desconhecia este livro, após ler a tua opinião fiquei curiosa... Só pela "viagem" a Itália já deve valer a pena....

    bjins

    ResponderEliminar
  2. Oi, Cris!

    Aceitando o teu convite, vim conhecer teu blog!

    Esse livro deve ser bom mesmo! Gostei da tua sincera opinião!

    Vou segui-lo!

    um beijoo

    ResponderEliminar
  3. É isso, a vida não é um romance bonitinho, certinho ela é tudo o que nos desafia, envolve, perturba...pode ser brutal, desafiadora e também doce!

    ResponderEliminar