Gosta deste blog? Então siga-me...

Indique o seu email para receber actualizações

Também estamos no Facebook e Twitter

sábado, 17 de julho de 2010

Dentro de nós...

Este é um livro de contrastes, de cheiros intensos e penetrantes onde os nossos sentidos ficam mais aguçados... Estamos na Índia! Hernán, o protagonista desta história, um homem bem sucedido, chega a Deli à procura de "paz interior", paz que vem do ser e não do ter...


Mas, nesta cidade, é confrontado com o que vai ser o seu primeiro choque: "se uma coisa não havia naquele lugar era pressa". Cidade repleta de gente que luta pela sua sobrevivência, que nada possui materialmente mas que sorri com o coração. "Aquele homem não possuía nada, eu tinha acumulado muito mais do que seria capaz de gastar, eu tinha estribado a minha vida em todo o tipo de seguros, apólices e reformas; aquele homem não ia a parte nenhuma porque já estava onde queria estar, eu tinha passado a vida a estar em todo o lado sem estar em nenhum."

Livro de encontros entre dois mundos distintos, foi-me por vezes difícil entender completamente o significado de algumas passagens: o Ocidente, a cultura da pressa e do ter, versus o Oriente, a cultura da infinita paciência e do ser. "Se você dispusesse de cem vidas também não teria pressa em resolver todos os problemas durante esta".

O protagonista passa por diversos estados de espírito que passam da euforia ao abatimento, vai-se despojando das suas ideias e teorias aos poucos e vai conseguindo enriquecer interiormente com as dificuldades que vai encontrando. "O problema não está em desejar melhores condições de vida (...), o problema reside em que quando se alcançou esse nível, em vez de se tentar alcançar outros (o psicológico, o espiritual, o da relação com os outros), a pessoa pára nesse nível material (...) e empenha-se em continuar a acumular cada vez mais."

Este foi um dos ensinamentos do seu mestre:
"(...) deverás espargir afecto onde quer que estejas ou vás."

Gostei muito, vale a pena ler este livro.

Terminado em 16 de Julho de 2010

Estrelas: 4*

Sinopse


Suresh era faquir, porque se submetia à proeza de superar a dor. Mas era também funâmbulo, já que era um mestre na arte de andar na corda bamba, proeza que requer uma cuidadosa atenção e um perfeito sentido de equilíbrio... Elementos tão necessários para percorrer o caminho da vida!
Hernán, o protagonista deste romance, converte-se no seu discípulo depois de voar para a Índia em busca da sua essência espiritual e de uma nova escala de valores, onde empreende uma viagem ímpar pelo interior desse país, pródigo em mistérios milenares e sabedorias sublimes.
Ao longo do percurso recebe lições de mestres yoguis, conhece uma bela mulher de ascendência inglesa que está apaixonada pelas tradições autóctones e, finalmente, encontra o Faquir, cujos ensinamentos o vão marcar profundamente. Nunca mais voltará a ser o mesmo. Com o seu guia aprende a desligar-se dos invólucros físico, mental e espiritual, que arrastava como um pesado lastro na sua vida anterior.
Uma história feita de revelações que nos orientam para o real significado da vida. Nunca ninguém transmitiu com tanto realismo as vicissitudes de uma iniciação mística.

Sem comentários:

Enviar um comentário