Gosta deste blog? Então siga-me...

Indique o seu email para receber actualizações

Também estamos no Facebook e Twitter

sexta-feira, 9 de julho de 2010

Cometa brilhante


Entre a sua consciência e uma ordem dada por Salazar, Aristides optou pela primeira, aquela que lhe trazia paz de espírito, salvando, assim, milhares de pessoas que se queriam refugiar em Portugal e pondo a sua vida em perigo e a da sua família. Deveria ser mais lembrado e conhecido, este homem, que face ao perigo, conseguiu pensar nos outros e no bem que poderia proporcionar...

Terminado em Novembro de 2009

Estrelas: 4*

Sinopse

Há pessoas que passam no mundo como cometas brilhantes, e as suas existências nunca serão esquecidas. Aristides de Sousa Mendes foi uma dessas pessoas. Cônsul brilhante, marido feliz, pai orgulhoso, teve a sua vida destruída quando, para salvar 30.000 vidas, ousou desafiar as ordens de Salazar.
Cônsul em Bordéus durante a Segunda Guerra, é procurado por milhares de refugiados para quem um visto para Portugal é a única salvação. Sem ele, morrerão às mãos dos alemães. Infelizmente, Salazar, adivinhando as enchentes nos consulados portugueses, proibira a concessão de vistos a estrangeiros de nacionalidade indefinida e judeus.
Sob os bombardeamentos alemães, espremido entre as ameaças de Salazar, as súplicas dos refugiados e sua consciência, Aristides sente-se enlouquecer. E então toma a grande decisão da sua vida: passar vistos a todos quantos os pedirem. Salvará 30.000 inocentes mas destruirá irremediavelmente a sua vida.

Sem comentários:

Enviar um comentário