Gosta deste blog? Então siga-me...

Indique o seu email para receber actualizações

Também estamos no Facebook e Twitter

sexta-feira, 23 de julho de 2010

"Assuntos domésticos"



Edição/reimpressão: 2009
Páginas: 416
Editor: Contraponto
ISBN: 9789896660130



Como já referi antes, o que eu gosto mais num livro é o facto de ele me poder transportar não só para histórias diferentes daquelas que vivo ou conheço, mas também, para outros lugares reais e outras culturas, onde as personagens poderiam ser verídicas ou existiram mesmo.


Gostei deste romance. Está bem escrito, não é monótono, as personagens possuem "vida" própria, cativam e o factor surpresa mantém-se moderadamente em todo o livro.

Mas...não "entrei" completamente na história, senti que nada foi acrescentado ao meu saber... Faz sentido o que estou a dizer? Esta opinião tem mais a ver com os meus gostos pessoais do que com o próprio livro.No final acaba tudo bem... Às vezes, a vida não é assim, pois não?

É leve, aconselho a leitura para quem queira ler algo só pela história em si.


Terminado em 23 de Julho de 2010

Estrelas: 2*

Sinopse

Abigail e Lila são duas amigas de infância que se separam quando a mãe de Abigail, governanta da família abastada de Lila, é expulsa da casa, afastando a filha do único lar que alguma vez conheceu. Agora, passados vinte e cinco anos, Abigail é uma figura conceituada no mundo televisivo, tendo vencido por mérito próprio. Em contrapartida, Lila - que durante décadas levou uma vida esplendorosa nos meandros da alta sociedade de Park Avenue - sofre um trágico revés, perdendo toda a sua fortuna. Sem um tostão e completamente inapta para trabalhar, Lila vai ao encontro de Abigail para lhe implorar um emprego, e esta arranja-lho: como sua governanta. A vingança, porém, não é tão doce como Abigail imaginara... Nesta arrebatadora história emocional, o destino junta mulheres muito diferentes que são obrigadas a unirse para se salvarem umas às outras… e a si próprias.


1 comentário:

  1. tenho este livro na estante por ler, ganhei num passatempo. geralmente romances cor-de-rosa repulsam-me...bem...de x em quando sabe bem, mas percebo o que queres dizer com "senti que nada foi acrescentado ao meu saber..."...gosto daqueles livros que nos acrescentam algo que transportamos dp connosco :)

    bjs**

    ResponderEliminar