Gosta deste blog? Então siga-me...

Indique o seu email para receber actualizações

Também estamos no Facebook e Twitter

quarta-feira, 29 de agosto de 2018

"A Sociedade Literária da Tarte de Casca de Batata" de Mary Ann Shaffer e Annie Barrows

Várias pessoas disseram-me que este livro era muito bom. Para além de saber vagamente que o tema de fundo era a II Guerra Mundial, nada mais conhecia sobre o enredo ou sobre os personagens. E é assim que gosto de pegar num livro: conhecer alguém meu amigo que o tenha lido e gostado mas não saber muito sobre ele.

E é tão bom quando saboreamos delicadamente um texto, quando as palavras nele contidas fazem sentido para nós e quando, sem saber se a história é veridica ou não, acreditamos nessas palavras mágicas, escritas certamente com amor, e a verosimilhança com a realidade é tal que nos transporta para esse momento descrito! Foi tudo isso que senti quando estava a ler esta obra e, mesmo ainda a meio da leitura, soube que as estrelinhas atribuídas iriam ser muitas...

É escrito sob a forma epistolar. Acredito que não deva ser tarefa fácil contar uma história, mantendo o ritmo, através de cartas, telegramas, bilhetes deixados ficar como recados urgentes, já que pouco mais havia na época descrita, nos anos que se seguiram à da II Guerra. E no entanto, a história flui maravilhosamente e as personagens dão-se a conhecer facilmente.

O enredo decorre numa das ilhas do Canal da Mancha, Guernsey, sendo que o espaço temporal, como referi, se situa no pós II Guerra. As vivências dos personagens na época da guerra e que eles relembram dão-nos a conhecer uma Sociedade Literária com um nome bastante sui generis e que surgiu para contornar  as pesadas regras impostas pelos alemães. Se para alguns membros os livros pouco significado tinham, para outros eles constituiam uma verdadeira paixão! E foi muito engraçado assistir ao nascimento dessa paixão que os livros são capazes de nos fazer sentir por parte das personagens mais renitentes...

Fiquei com vontade de ver o filme para saber como se portaram as personagens na tela e se correspondem áquilo que imaginei. Arrisco-me a que a desilusão se instale em mim mas, mesmo assim vou procurá-lo e assistir...

Recomendo sem reservas!


Terminado em 25 de Agosto de 2018

Estrelas: 5*


Sinopse
Londres, 1946. Depois do sucesso estrondoso do seu primeiro livro, a jovem escritora Juliet Ashton procura duas coisas: um assunto para o seu novo livro, e, embora não o admita abertamente, um homem com quem partilhar a vida e o amor pelos livros. É com surpresa que um dia Juliet recebe uma carta de um senhor chamado Dawsey Adams, residente na ilha britânica de Guernsey, a comunicar que tem um livro que outrora pertenceu a Juliet. Curiosa por natureza, Juliet começa a corresponder-se com vários habitantes da ilha. É assim que descobre que Guernsey foi ocupada pelas tropas alemãs durante a segunda Guerra Mundial, e que as pessoas com quem agora se corresponde formavam um clube secreto a que davam o nome de Sociedade Literária da Tarte de Casca de Batata. O que nasceu como um mero álibi para encobrir um inocente jantar de porco assado transformou-se num refúgio semanal, pleno de emoção e sentido, no meio de uma guerra absurda e cruel.

Cris

1 comentário: