Gosta deste blog? Então siga-me...

Indique o seu email para receber actualizações

Também estamos no Facebook e Twitter

terça-feira, 2 de maio de 2017

"Canção Doce" de Leila Slimani

      Um romance aterrador magistralmente escrito. Uma tragédia contada logo nos primeiros parágrafos e que, pela mestria da escrita, nos prende de imediato mas sempre com o coração apertado e procurando descortinar o motivo pelo qual essa tragédia aconteceu. Embora saibamos como acaba esse terrível momento descrito no início do livro, esperamos chios de esperança a existência de um volte face que altere o seu final. Sem sucesso, aliás!
      Uma escrita seca, simples e directa. Sem compaixão pelo leitor. Brilhante e inquietante ao mesmo tempo!
      Estou sem palavras! Um livro com uma história terrível, assustadora, macabra que deve ser lido por todos. Uma capa doce, um título suave, quase de embalar, que é o oposto do seu conteúdo. Por isso preparem o vosso estômago. Talvez um comprimidozito para acalmar a sensação de repulsa que vos vai acompanhar toda esta leitura?

Muito bom! Nota máxima!

Terminado em 28 de Abril de 2017

Estrelas: 6*

Sinopse
      Mãe de duas crianças pequenas, Myriam decide retomar a actividade profissional num escritório de advogados, apesar das reticências do marido. Depois de um minucioso processo de selecção de uma ama, o casal escolhe Louise. A ama rapidamente conquista o coração dos pequenos Adam e Mila e a admiração dos pais, tornando-se uma figura imprescindível na casa da jovem família.
      O que Myriam e Paul não suspeitam - ou não querem ver - é que a sua pequena família é o único vínculo de Louise à normalidade. Pouco a pouco, o afecto e a atenção vão dando lugar a uma interdependência sufocante, com o cerco a apertar a cada dia, até desembocar num drama irremediável.
      Com um olhar incisivo sobre esta pequena família, Leila Slimani aponta o foco para um palco maior: a sociedade moderna, com as suas concepções de amor, educação e família, das relações de poder e dos preconceitos de classe. Com uma escrita cirúrgica e tensa, eivada de um lirismo enigmático, o mistério instala-se desde a primeira página, um mistério que é tanto sobre as razões do drama como o das profundezas insondáveis da alma humana.

Cris

Sem comentários:

Enviar um comentário