Gosta deste blog? Então siga-me...

Indique o seu email para receber actualizações

Também estamos no Facebook e Twitter

segunda-feira, 24 de abril de 2017

"Rumo a Casa" de Yaa Gyasi

      Este livro é um bom exemplo de como uma leitura de um livro com bastantes personagens pode ser feita sem que nos percamos nela. Bastou para isso um mapa genealógico logo no início do livro e ao qual fui recorrendo durante a leitura para confirmaçāo de algumas dúvidas. Esta foi uma das razōes pela qual atribuí cinco estrelas! Um facto simples mas que faz toda a diferença entre um livro que se torna de imediato "nosso" e outro em que custamos a "entrar"...
      E depois foi, sobretudo, pela forma narrativa encontrada pela autora para nos descrever várias geraçōes de uma família que, a partir de duas irmās nascidas em duas aldeias diferentes do Gana no Séc. XVIII, se foi multiplicando em histórias de dor e sofrimento provenientes da escravatura e de situaçōes de racismo existente nessa época. A descrição do comércio de escravos que começava pelas próprias tribos, ao apanharem elementos de tribos vizinhas para os venderem aos "brancos", leva o leitor a sentir todo o horror e desumanizaçāo existentes na época e a ficar imediatamente preso a esta narrativa. 
      Sāo várias as vidas descritas, cada uma lê-se como um pequeno conto, ligadas por um fio condutor que o mapa genealógico não deixa esquecer. Vidas de muito sofrimento, angústia e separações forçadas mas que traduzem a História do Gana e também de outros países ligados a ele pelo comércio, a América e a Inglaterra para onde muitas pessoas foram levadas e obrigadas a trabalhar gratuitamente e sem condições. Estas histórias traduzem igualmente uma História que a humanidade não deve esquecer pois isso verificava-se um pouco por todo o mundo.
      Uma história, ou melhor, várias histórias de vida, contadas de forma sublime que adorei ler! Um livro intenso e perturbador que recomendo sem reservas!

Terminado em 23 de Abril de 2017

Estrelas: 5*

Sinopse
      Effia e Esi, filhas do mesmo pai, nasceram em aldeias diferentes do Gana do século XVIII. Effia casa com um inglês e vive confortavelmente no Castelo da Costa do Cabo. Já Esi, sem que Effia saiba, vê-se aprisionada nas masmorras do mesmo castelo, vendida como escrava e enviada para a América.
      Rumo a Casa retrata magistralmente o suceder de gerações a partir de Esi e Effia, no Gana e nos Estados Unidos da América. As duas descendências, com os seus episódios íntimos, belos e dramáticos, mostram-nos a história da escravatura e da cultura afro-americana nos continentes africano e americano até à atualidade, lado a lado num fio que se poderá unir.

Para saber mais sobre este livro, aceda ao site da Editorial Presença aqui!

Sem comentários:

Enviar um comentário