Gosta deste blog? Então siga-me...

Indique o seu email para receber actualizações

Também estamos no Facebook e Twitter

terça-feira, 18 de abril de 2017

A Convidada escolhe: "Um Instante de Amor"

Este romance, reeditado, está em exibição no cinema atualmente e como não vou ter oportunidade de
ver, decidi-me a ler o pequeno livro numa tarde de lazer.

Não foi uma agradável surpresa, e dada a sua modesta dimensão para uma história contada pela neta sobre a avó louca foi uma leitura moderadamente convincente sobre o período pós-guerra na Sardenha.

“Um instante de Amor” deve o titulo ao que foi escrito num caderninho preto com a borda vermelha sobre a relação da sua avó com um veterano da guerra que conheceu nas Termas, onde ambos procuravam libertar-se das pedras (nos rins) que lhes afetava a saúde. Uma mulher linda, considerada louca pela paixão exaltada com que se manifestava numa época que  tal não era aceite, ou compreendido. Do casamento com um viúvo imposto pela família, surge o rol do que sabia fazer para que o marido não gastasse dinheiro com as mulheres da casa de passe, e surgem descrições inesperadas de sexo sem sentimento e sem poesia.

A escrita é corrida e fluída, com escassa pontuação, o que me obrigava a reler para "não perder o fio à meada". Interessante que baste mas longe de ser um livro brilhante.

Um moderado prazer de ler!”

Vera Sopa

Sem comentários:

Enviar um comentário