Gosta deste blog? Então siga-me...

Indique o seu email para receber actualizações

Também estamos no Facebook e Twitter

terça-feira, 3 de janeiro de 2017

"Confissões de uma Médica" de Sofia Serrano


Neste livro, a Drª Sofia Serrano faz um relato muito honesto do seu percurso académico e de vida. Como médicos recém-formados conseguimos rever-nos em muitos dos episódios por ela descritos e é interessante verificar como nos cerca de 10 anos que separam os nossos percursos, pouco mudou. Os medos, as inseguranças, as derrotas e as vitorias continuam a ser os mesmos... 
Para quem não conhece o mundo da Medicina e o percurso que os estudantes têm de realizar até se tornarem médicos, este livro é um excelente primeiro contacto para conhecer esta realidade dura, algumas das provações e obstáculos a ultrapassar e muito do que se tem de abdicar e sacrificar durante o caminho. Tudo na esperança de vir a poder ajudar pessoas e salvar vidas a troco de pouco...
De facto, os médicos são apenas pessoas que por vezes abdicam de vertentes fundamentais da vida, como o tempo com os filhos (que muitos tomam como garantido!), para ajudar o outro.
A Drª Sofia clarifica estes e muitos outros "mitos" sobre os médicos e certamente dá voz ao que muitos apenas pensam e não dizem.

É um livro de leitura fácil e adorámos lê-lo. Embora nos toque de um modo especial por nos revermos em parte do percurso da Drª Sofia, é um livro que recomendamos a todas as pessoas com curiosidade em conhecer o outro lado da vida de um médico.

Carlota Moutinho e André Delgado

Sinopse
Em alguns momentos, a vida de uma médica até pode ter a mesma emoção das séries de televisão, mas a realidade - o dia a dia num serviço de urgências - não pode ser inventada por guionistas nem reduzida a episódios de 50 minutos; a realidade é sempre mais imprevisível e profunda do que a ficção.

Ao longo de vários anos, Sofia Serrano escreveu sobre a sua realidade diária: o trabalho árduo e aparentemente infinito durante o curso de medicina, a primeira autópsia, o primeiro parto por cesariana, as noites em branco e os turnos de 24 horas, os 110 nascimentos no seu primeiro ano de internato, a pressão de ter de tomar decisões, em segundos, que podem salvar uma vida.

Mas ser médico é mais do que a experiência clínica e a habilidade com o bisturi. No registo pessoal de quem escreve um diário, tão emocionante como divertido, tão sincero como comovente, esta obstetra/escritora mostra-nos os bastidores da vida hospitalar e familiar de uma médica, desvendando os segredos e o lado humano de alguém que também é mãe, e mulher, e que precisa desesperadamente do seu café para superar as maratonas nas urgências.

Confissões de uma Médica leva-nos para a intimidade de alguém que tem a assombrosa missão de trazer ao mundo, todos os dias, novas vidas - tantas vezes salvando aquelas que estão em risco. Relata as peripécias rocambolescas e cómicas de quem passa tanto tempo num hospital, como os amantes que visitam as grávidas antes dos maridos ou as mulheres que se julgam gordas, quando estão, de facto, grávidas de gémeos.

Mas, mais do que tudo, é um relato fiel e empolgante de alguém que é apaixonado pelo ofício que escolheu: ajudar a dar à luz, a trazer vida ao mundo - um milagre que nunca deixa de nos espantar.

Sem comentários:

Enviar um comentário