Gosta deste blog? Então siga-me...

Indique o seu email para receber actualizações

Também estamos no Facebook e Twitter

segunda-feira, 17 de outubro de 2016

"Santuário" de Andrew Michael Hurley

Uma leitura que permaneceu, já depois de lida e por muito tempo, de uma forma constante no meu pensamento porque não sabia como descrevê-la, como comentá-la aqui no blogue.

Se, por um lado, o que me marcou mais foi a forte união que transparece entre os dois irmãos, protagonistas principais deste romance, por outro, o que me fez caminhar nesta obra foi todo o mistério, as crenças e superstições que caracterizam os restantes personagens e que conferem a esta leitura um toque de terror que me acompanhou do princípio ao fim. 
Dois irmãos, um mudo e o mais novo, alguém que tem por missão sua a proteção. Os pais que desejam e rezam por um milagre. Peregrinacões anuais para obtenção da cura do irmão mudo. Algumas personagens sinistras e um mistério que fica, na minha opinião, um pouco por esclarecer. Poder-se-ia perguntar até que ponto foi a verdade venceu ou foi apenas uma versão da verdade...
Misterioso, repleto de personagens algo complexas, uma entrada nos meandros da religião, nos segredos dos (possíveis?) mistérios, do que se conhece e do que se fica por conhecer, da verdade ou duma versão da verdade. 
Terminado a 12 de Outubro de 2016
Estrelas: 4*
Sinopse
Dois irmãos. Um, mudo; o outro, o seu protetor. Todos os anos, a família visita o santuário que fica na desolada faixa de costa conhecida apenas como «Loney», desesperadamente à espera de uma cura. Durante as longas horas de espera, os rapazes são deixados sozinhos. E não conseguem resistir à passagem que se vislumbra a cada mudança da maré, à velha casa que se ergue ao longe… Muitos anos mais tarde, Hanny é um homem feito e já não precisa dos cuidados do irmão. Mas depois descobre-se o cadáver de uma criança, morta há muito. O Loney acaba sempre por dar à costa os seus segredos.
Cris

Sem comentários:

Enviar um comentário