Gosta deste blog? Então siga-me...

Indique o seu email para receber actualizações

Também estamos no Facebook e Twitter

segunda-feira, 3 de outubro de 2016

"Inseparável" de Kate Hamer

Opá! Como gostei de ler este livro! Achei espectacular como a autora conseguiu, a partir daquilo que se poderia chamar "o pior receio de todas as mães", o desaparecimento de um filho, construir duas histórias que são narradas em paralelo pelos protagonistas principais e que só no final confluem uma na outra.

Carmel tem 8 anos. Desaparece e sua mãe, Beth, desespera à sua procura. No entanto, o pesadelo que poderia durar apenas e só uns longos minutos, torna-se em algo inimaginável para qualquer mãe. É levada para longe e os dias, para Beth, passam lentamente transformando-se num terror permanente. Os sentimentos desta mãe tocam o leitor e emocionam-no fortemente.

No entanto, a história de Carmel não é aquela que se espera. Creio, e isto sem contar demasiado para não defraudar espectativas, que a autora consegue manter o leitor numa ansiedade permanente pois teme-se sempre que algo de ainda mais terrível aconteça à pequena Carmel...

Muito bem conduzida, a trama deixou-me sempre expectante e mesmo sentindo que o final só poderia ser um único, ele não me desiludiu. Antes pelo contrário. Sinceramente? Adorei! Creio que vocês vão ler tão avidamente como eu o fiz. Recomendadíssima esta narrativa a duas vozes que bem poderia ter acontecido tal a verosimilhança da história!

Terminado a 30 de Setembro de 2016

Estrelas: 6*

Sinopse

Carmel é uma menina que está desaparecida. Mas não sabe que está perdida.
Depois do divórcio, Beth vive um medo constante. Acima de tudo, receia que a filha de oito anos, Carmel, com tendência para se furtar à vigilância maternal, possa desaparecer. Um dia, com efeito, o seu pior receio concretiza-se. Um sábado, numa manhã de nevoeiro, Beth leva a filha a um festival infantil ao ar livre, separam-se por breves instantes e Carmel nunca mais torna a ser vista. Vestindo o casaco vermelho de que tanto gosta e que a transforma ao mesmo tempo numa mancha reconhecível e num alvo fácil de identificar, Carmel acaba por cair nas mãos de um homem que lhe diz ser o avô há muito desaparecido. Não tendo outro remédio senão ficar entregue à sua nova família, a menina apercebe-se, à medida que os dias se transformam em semanas e meses, de que o avô possui um dom muito especial... Destroçada, Beth empreende uma busca desesperada e solitária, nunca perdendo a fé no reencontro. Carmel, por seu turno, empreende também uma estranha e angustiante viagem, que a obriga a recorrer a todo o engenho que a caracteriza desde pequena, a fim de manter sempre na sua mente (e na memória) a imagem da mãe.
Alternando entre a história de Beth e o relato de Carmel, numa prosa apaixonante e que nos deixa em suspenso até ao fim, Inseparável é um romance inesquecível.

2 comentários:

  1. Ai Cris, a minha wishlist está cada vez maior, mas mesmo assim vou lá por este também...fiquei com pulgas, vai de certeza passar à frente de alguns (coitaditos!) ;D

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cláudia, eu gostei muito! Por um lado, temos a mãe e o seu sofrimento, por outro, uma das hipóteses possíveis de como manter uma criança junto do seu raptor. Verosímel, tudo!

      Eliminar