Gosta deste blog? Então siga-me...

Indique o seu email para receber actualizações

Também estamos no Facebook e Twitter

quarta-feira, 6 de julho de 2016

"Uma Boa Mulher" de Jill Alexander Essbaum

Como é que um livro, nas suas últimas duas frases, pode ser tão brutal? Não é minha intenção contar-vos nada que transpareça e vos faça perceber o fim desta obra mas gostava de deixar claro o quanto a escrita desta autora nos leva e encaminha para tal final. Mas, no entanto não estamos preparados para esse desfecho, nem tão pouco o desejamos.

Mas comecemos pelo princípio de tudo... Anna, a personagem central, é uma mulher que, decidida a acompanhar o marido para o seu país natal, a Suíça, se vê a braços com sentimentos de insegurança misturados com um enorme tédio. A língua diferente, os costumes desconhecidos e os poucos amigos que conseguiu arranjar são a desculpa (perfeita?) para uma série de adultérios a que não tenta pôr fim. Muito pelo contrário, o sexo voraz comanda a sua vida e vê-se metida em situaçôes que a confundem e a trazem cada vez mais insatisfeita.

A escrita da autora é de uma cadência rápida, intercalando momentos passados com os seus amantes e com questôes colocadas pela psicanalista que frequenta, e momentos presentes, onde se percebe o quanto Anna está cada vez mais enredada nas mentiras que prega ao marido e aos que vivem perto dela.

E se durante todo o livro nos conseguimos distanciar das atitudes de Anna, chegando a criticá-la pelo tamanho das mentiras em que se envolve, já nas últimas páginas isso não é conseguido. A personagem embrenha-se no leitor e nós sentimo-la dentro de nós. E aí a crítica já não sai fácil... Embora não querendo a nossa percepção face à personagem, altera-se.

Escrita profunda, bem conseguida, intensa. Por vezes, explícita sem ser grosseira, porque esporádica. Personagem bem caracterizada, de sentimentos contraditórios reflexo da vida agitada que possui que são descritos de uma forma especial, clara e transparente, criando no leitor um misto de empatia e repulsa.

Ide ler que vale bem a pena! Anna é uma boa mulher. A maior parte das vezes, pelo menos.

Terminado em 4 de Julho de 2016

Estrelas: 5*

Sinopse

Complexo e íntimo, Uma Boa Mulher é a história de uma mulher que enfrenta o vazio no seu casamento e procura dar um novo sentido à sua vida. Este é um romance que explora a sensualidade e o desejo em toda a sua força libertadora e subversiva.

Sem comentários:

Enviar um comentário