Gosta deste blog? Então siga-me...

Indique o seu email para receber actualizações

Também estamos no Facebook e Twitter

quinta-feira, 24 de maio de 2012

A convidada escolhe... A história de Irena Sendler

Mal ouvi falar deste livro - pela Mafalda - tratei logo de o comprar. Mora na minha estante. Aguarda a sua vez. O assunto que aborda nunca me cansa, é importante nunca esquecê-lo! (Cris)


"Desde os meus 16 anos que comecei a ler livros sobre Segunda Guerra Mundial, tema que ainda hoje me apaixona e comove!

Já perdi o conto dos livros que li, sem ganhar qualquer espécie de imunidade face ao horror duma demoníaca ideologia.

Na minha cabeça amontei nomes, datas, acontecimentos e no ano passado, remetido por uma amiga que sabe desta minha "loucura" recebi um "mail" onde primeira vez li o nome desta senhora e a explicação do seu grandioso feito!

Pouco depois numa das "minhas" livrarias adquiri uma pequena e mais
detalhada biografia - "A história de Irena Sendler". Li-a com
arrebatamento, chorando até sem vergonha em locais públicos.

Irena Sendler, uma simples assistente social polaca, ajudada por
colaboradoras, conseguiu levar a cabo a transcendente e sobrehumana
tarefa de fazer sair cerca de 2.500 crianças em fugas rocambolescas,
muitas delas disfarçadas sob a forma de pacotes do Gueto de Varsóvia,
para o seio de famílias católicas, orfanatos, conventos ou fábricas,
sem que tivesse sido atraiçoada ou descoberta pelos Nazis!

Teve o privilégio de morrer velhinha, lúcida e reconhecida como
verdadeira heroína, só lhe faltando a honra e o galardão máximo - o
Prémio Nobel da Paz!"

Ana Mafalda Salvado

1 comentário:

  1. Como me identifico com o que a Ana Mafalda Salvado escreveu! Também eu nunca me canso de ler sobre o assunto, por mais doloroso que seja. Este título vai já para a minha imensa lista de livros a comprar! Obrigada pela sugestão. Boas leituras!
    Paula Filipa Saraiva Fernandes

    ResponderEliminar